Tratamentos estéticos: entenda as diferentes tecnologias

Tratamentos estéticos: entenda as diferentes tecnologias

Ficar perdida diante da avalanche de nomes high tech nas clínicas de estética? Never more!
Dreno Redux, Power Shape, Mathuns, Phydias… A lista de tratamentos estéticos que prometem afinar medidas, tirar manchas, mandar a flacidez embora, etc, é giga! Com tanta novidade, é facinho se perder no menu das clínicas e consultórios. Ainda mais que muitos tratamentos misturam algumas técnicas pra alcançarem melhores resultados. E sabe qual é o segredo pra dominar a cartilha da estética? Conhecer as tecnologias usadas nos tratamentos. À elas:

Saiba mais: site de estética

LEIA MAIS
+Glamour testou: laser (quase) indolor que promete aumentar os lábios
+Conheça e aprenda a evitar o melasma, a mancha de pele difícil de remover
+Bocão à la Kylie Jenner: top 3 métodos pra amplificar já os lábios
Laser
O que é? Trata-se de um feixe de luz que literalmente queima as camadas mais superficiais da pele. “Se bem aplicado provoca um intenso rejuvenescimento”, comenta Murilo Drummond, dermatologista (RJ).
Onde atua? Face, mãos e colo.
Pra quem é mais indicado? Peles envelhecidas e manchadas.
Quanto custa, em média? Dependendo da área e aparelho a utilizar, em média R$ 600.
Os mais conhecidos: “Os lasers da moda são os chamados fracionados, ou seja, tratam frações da pele, alternando áreas não tratadas e assim a pele recupera bem mais rápido”, afirma.

PUBLICIDADE

inRead invented by Teads
LED
O que é? A luz do LED promove tratamento reparador e regenerador que atinge camadas profunda da pele, aumentando a elasticidade, reduzindo rugas e linhas de expressão. O processo é chamado de fototerapia. “Os LEDs (Light Emitting Diodes) são diodos de semicondutores que têm o poder tanto de estimular como de inibir determinadas atividades celulares. Processo conhecido como modulação abrangendo assim várias indicações diferentes”, afirma a dermatologista Renata Domingues. É indolor, seguro e gradativo.
Onde atua? Couro cabeludo, face e corpo. No tratamento facial, por exemplo, são usadas três cores
Pra quem é mais indicado? “Por ser um tratamento global, dependendo da indicação, qualquer pessoa pode utilizar”, diz Renata.
Quanto custa, em média? Uma sessão sai em média R$ 130 a R$ 250.
Os mais conhecidos: Fluence, da HTM; Max Led Ecco, da BCMED; Elite Oliympus DMC.

Ultracavitação
O que é? “É um processo de cavitação (bolhas) produzido por ondas mecânicas de alta potência e alta frequência”, explica Renata. Segundo a dermatologista, essas ondas mecânicas atingem a pele e agem especificamente nas células da camada adiposa, resultando na diminuição da espessura e da quantidade da gordura presente em seu interior.
Onde atua? Em áreas com acúmulo de gordura localizada. “É extremamente eficaz na redução de gordura compacta, culotes, adiposidade masculina, etc”, comenta.
Pra quem é indicado? Pra quem possui um pequeno volume de gordura local, como por exemplo abdômen inferior, culotes, braços, joelhos e flancos. “É necessário o mínimo de 1,5 cm de espessura de gordura em média”, explica Renata.
Quanto custa? De R$ 150 a R$ 200, a sessão.
Os mais conhecidos: Sonofocus e Kavix.

LEIA MAIS
+Drenagem Lipossônica Ativa: menos 8cm de barriga em 2h
Eletrolipoforese
O que é? “Também conhecida como eletrolipolise, atua na pele através do uso de microcorrentes específica de baixa frequência que age diretamente nas células de gordura. Podendo ser realizada através da técnica transcutânea (placas) ou percutânea (agulhas)”, explica Renata.
Onde atua? Gordura localizada e celulite, preferencialmente na região do abdômen, glúteos e culotes.
Pra quem é indicado? Pra tratamento de acúmulo de gordura e associações no combate à celulite.
Quanto custa? De R$ 90 a R$ 120 reais a sessão
Os mais conhecidos: Vibria Htm , Neuroyn Ibramed,

Iontoforese
O que é? “Trata-se de uma corrente monofásica. É um método de administração transcutânea (sob a pele) de substâncias que serão utilizadas com propósitos terapêuticos”, diz Renata. Segundo a dermatologista, ele faz parte de protocolos para hidratação, revitalização, pele acneica e combate a celulites.
Onde atua? Pode-se utilizar tanto na face quanto no corpo.
Pra quem é indicado? Para permeação de ativos em qualquer tratamento estético.
Quanto custa? De R$ 80 a R$ 100, dependedo da área a ser tratada.
Os mais conhecidos: Vibria, Stimulus R, Neurodyn.

Endermologia
O que é? Também conhecido como Endermoterapia ou Vacuoterapia, é um tratamento contra celulite, flacidez e gordura localizada. Funciona por meio de uma massagem de sucção, com ventosas com dois rolinhos que são passados por todo o corpo, proporcionando uma massagem profunda e relaxante. “O procedimento de massagem mecânica exerce uma pressão negativa (vácuo) juntamente com roletes”, afirma Renata.
Onde atua? Indicado para todo corpo. Qualquer área que necessite a melhora da celulite, do contorno corporal, retenção de líquidos, melhora de cicatrizes e também no pre e pós operatório.
Pra quem é indicado? Todos, a não ser em casos de lesões e varizes.
Quanto custa? De R$ 90 a R$ 120 a sessão.
Os mais conhecidos: Dermotonus, Beuty Dermo e Cellutec.

Radiofrequência
O que é? Um tratamento estético que reduz a flacidez e rejuvenesce a pele. “A tecnologia emite energia de aquecimento que atuam nos fibroblastos, estimulando a produção de fibras elásticas e colágenas, além de contração delas. Também melhora oxigenação das células, reduzindo processo inflamatório”, ensina a dermatologista Helena Costa.
Onde atua? Qualquer área que haja flacidez.
Pra quem é indicado? Pra quem não tenha flacidez muito acentuada. Em geral, pacientes de 30 a 50 anos.
Quanto custa? R$ 200 a sessão
Os mais conhecidos: Vênus Freeze, Accent.

LEIA MAIS
+Massagem Modeladora Indiana levanta o bumbum na hora!
Microagulhamento
O que é? Uma técnica com microagulhas que promove a produção de colágeno. “As microagulhas penetram na pele, causando micro perfurações. Realizado através de rolo ou caneta automática. A lesão gera um processo cicatricial que estimula produção de colágeno, além de abrir porta para penetrar ativos, chamado drug delivery”, afirma Helena.
Onde atua? Na face, principalmente em rugas, cicatriz de acne, melasma e poros; e também no corpo, em estrias e cicatrizes.
Pra quem é indicado? Todos que queiram suavizar as situações descritas acima.
Quanto custa? De R$ 600 a R$ 700.
Os equipamentos mais conhecidos: Dermaroller e Dermapen

Microdermoabrasão
O que é? São os famosos peeling de cristal ou de diamante. Promevem hidratação, redução de acne e manchas, melhora da textura da pele, além de controle oleosidade. “Trata-se de uma esfoliação mais profunda, realizada por equipamentos”, comenta Helena.
Onde atua? Na face e no corpo, agindo em estrias e foliculite (pelos encravados).
Pra quem é mais indicado? Quem tem alterações citadas acima
Quanto custa? R$200, mas custa R$ 400 se incluir alguma máscara ou ácido.
Os mais conhecidos: “Existem diversos e em geral não se fala de nome de equipamentos. Fala-se mais em peeling de cristal ou peeling de diamante”, diz Helena.

Luz pulsada
O que é? “Luz pulsada é uma luz que tem afinidade por pigmento tanto de vasos quanto das manchas. Age destruindo os vasos e as manchas da pele”, explica Helena.
Onde atua? Em manchas, principalmente sardas e melanose, e vasos (telangiectasia)
Pra quem é indicado? Pra todas as pessoas que queiram eliminar vasos e/ou manchas da pele.
Quanto custa? De R$ 500, a sessão.
Os aparelhos mais conhecidos: Harmony, Icon, Reaction

Ultrassom
O que é? É uma onda mecânica com frequência acima de 20 kHz capaz que ultrapassa a pele e mostrar a localização de algumas estruturas dentro do corpo. Essa onda reflete nelas e volta. Em seu uso focado, pode quebrar gorduras e estimular o colágeno. Mas, se combinado a outras tecnologias, é capaz de tratar a celulite. Segundo o dermatologista Murilo Drummond, se nos referirmos aos aparelhos mais modernos e completos, trata-se de um estímulo pelo calor na derme provocando uma reorganização do colágeno e estimulando o que chamamos de neocolágeno, incentivando o rejuvenescimento e enrijecimento da pele.
Onde atua? Face e corpo.
Pra quem é mais indicado? Todas as pessoas que apresentem algum grau de flacidez.
Quanto custa, em média? Depende da área, de R$ 200 a R$ 500. “Lembre-se que há tipos elementares de ultrassom sem nenhum efeito, a preços bem mais baixos”, comenta Murilo.
Os mais conhecidos: “Precisamos entender antes que existem vários equipamentos com ultrassom, sendo perigoso então unificarmos esta informação”, comenta o dermatologista. E continua: “sugiro sempre que o paciente seja orientado por um dermato. Existem aparelhos de dez mil reais a 100 mil dólares”.

Referência: https://www.valpopular.com

Leave a Reply